pequenas peças

Minha alma mora em um lugar onde o tempo é lento. Meu corpo mora em um lugar onde o tempo é vento. Os contos de Clarice contam segredos que não se vê. O coração bate calmo. O coração bate rápido. Calmo, rápido, calmo, rápido, calmo, rápido. E cada segundo é sempre um grande acontecimento, ou em cada segundo já se passaram milhares de movimentos.

Inspirado na obra de Clarice Lispector, o espetáculo Pequenas Peças mergulha no universo feminino, revelando delicadamente os desejos, anseios e medos, mas também os prazeres, a fecundidade e a força de ser mulher.

Fotos: Renato Mangolin / Maria Bulcão